quinta-feira, 23 de novembro de 2017

CHOQUE DE GESTÃO

Está comum nas plataformas políticas e discursos atuais o uso desta frase. Tentam passar a ideia de que a Gestão publica necessita de atributos da fantástica, eficiente e justa "iniciativa privada".

Muitos caem nesta cilada verbal, até porque realmente o serviço público precisa e sempre precisará de mais competência administrativa. Infelizmente, pessoas boas de administração não são boas de voto, e vice versa. 

A iniciativa privada brasileira, campeã mundial do autoelogio e da autoavaliação, esquece que pessoas atentas lembram que JBS, Odebrecht e companhia limitada, sempre se apresentaram como excelentes gestoras e "cases" de sucesso. Hoje percebemos para onde vai este sucesso.

Os privatistas e lucristas, olham sempre seu próprio bolso, e o que significa trazer estes valores para o setor público? Vejo administrações se esforçando em "Cortes de gastos e privilégio de servidores", mas, para quê?

Para mim, a real intenção é substituir o servidor que o "Gestor"  considera atrasado e incompetente (antes mesmo de sequer pisar no solo público), por empresas terceirizadas. 

Como servidores chegam ao poder público via concurso cujos resultados o gestor não consegue intervir, melhor substituí-lo por empresas "amigas e parceiras da cidade".  Pagando menos? Talvez! Mas abrindo uma boa oportunidade de colher doações para seu caixa dois eleitoral.

Abram o olho! 

Se seu prefeito gosta de  um "choque de gestão", sente ele numa cadeira elétrica!!!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário