quinta-feira, 28 de abril de 2011

NASCEU A DOMEBLU !!!

Ontem, 27 de Abril de 2011 foi dia da empregada doméstica. Esta categoria profissional está no atual estado de direito como a mais fragilizada e desamparada. Coincidentemente, tem sua raiz histórica na escravidão, pois eram as escravas que cuidavam dos afazeres domésticos para os senhores de engenho. Em Blumenau, um grupo de trabalhadoras se organizou e fundou a Associação Blumenauense de Empregadas Domésticas e Diaristas “Maria Aparecida de Oliveira” – DOMEBLU. O grupo escolheu homenagear a colega, em virtude de que no decorrer das reuniões preparatórias a mesma veio a falecer vítima de infarto. Contam as fundadoras  que, “se dependesse de seu ex-patrão, não teria sequer  uma rosa em seu caixão”. Sinto-me honrado em ter participado deste nascimento. Parabéns.




segunda-feira, 25 de abril de 2011

O INÍCIO DE UMA NOVA PÁGINA.


Quando uma folha está em branco, muito pouco se necessita para preenchê-la, e com qualquer bocado de talento se consegue uma obra original.

Desafio de verdade, é continuar algo que, de forma contínua, com muitas mãos, com erros e acertos, se mostra em nossa frente como uma colcha de retalhos, que necessita reparos, organização, embelezamento e a mais difícil das tarefas: Agradar uma fatia considerável de pessoas que a contemplam.

Este “público”, em sua maioria são pessoas céticas, pessimistas, e que muitas vezes torcem pelo seu fracasso.

Alguns que torcem pelo nosso fracasso, o fazem como forma de compensar o péssimo trabalho que fizeram em seu turno quando tiveram a oportunidade de o elaborar, mas que por diversos fatores, não corresponderam nem sequer aos seus apoiadores.

Já tive a oportunidade de participar de um projeto coletivo semelhante, e que inicialmente teve certo sucesso, mas com o passar dos anos, perdeu o gás inicial, por erros estratégicos, individuais e coletivos.

Em 2012, teremos novamente que escolher um novo time, ou a continuidade do atual, para moldar e reformar a colcha de retalhos que é nossa cidade.

O talento dos que se candidatam nem sempre é determinante como fator desta tomada de decisão difícil e a garantia de que no futuro a obra se torne agradável, não parece fácil de demonstrar.

Acredito que um novo time começa a se organizar nos bastidores, e começa pelo caminho que considero o mais acertado: O Estudo do que se pode fazer, combinado com a vontade de começar desde já com as ferramentas que já temos.

Acredito na honestidade, e na boa vontade destas pessoas, que muitas vezes fazem um trabalho no qual o talento, mesmo que não esteja presente em todo o time no início, possa aflorar como resultado da construção, pois a obra e os construtores são aperfeiçoados com o processo.

Pense nisso!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

A AÇÃO POPULAR

Todo e qualquer cidadão pode entrar no poder judiciário com ação popular para “ pleitear a anulação ou a declaração de nulidade de atos lesivos ao patrimônio da União, do Distrito Federal, dos Estados, dos Municípios”,  bem como de outras entidades e pessoas jurídicas com participação do poder público.

O conceito de atos lesivos ao patrimônio, abrangem “os bens e direitos de valor econômico, artístico, estético, histórico ou turístico.”

Quanto às provas e informações necessárias, a constituição garante o acesso gratuito.

Você com certeza deve saber que a fiscalização do poder executivo é feita pelo poder legislativo, pelos tribunais de contas, e muitos acabam por esquecer que é também tarefa do poder judiciário.

Temos o Ministério Público, que muitas vezes parece um mistério público, pois nunca se sabe quando, como, porque e ao lado de quem irá atuar.

Sei bem que todos estes acima citados, recebem sua remuneração para fazer este trabalho. O cidadão ter que dispender recursos e tempo, e fazê-lo diretamente pode soar como o cúmulo, mas convenhamos, reclamar para as paredes e para quem não tem condições de mudar o cenário, também não resolve.

Pena não termos em Santa Catarina Defensoria Pública, pois a realidade seria outra.

Este texto é um alerta para os cidadãos e uma provocação para que os mesmos passem a utilizar este recurso. Muitas vezes, os que o representam ficam parados e não agem, então, por que não colocar a mão na massa diretamente? É uma opção a ser estudada.

Pense nisso!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

VIOLÊNCIA NOSSA DE CADA DIA


Ontem ao sermos novamente soterrados com a tragédia humana através da notícia do maníaco suicida do Rio de Janeiro, inicialmente, tive um impulso de escrever sobre o tema neste espaço. Contudo, penso em não ser apenas mais um, que desrespeita a dor alheia, tentando elaborar teses sobre o tema. Deixemos isto para a imprensa sensacionalista.

Ao invés de escrever, indico outra leitura, que é mais abrangente e de certo modo explica o acontecido, lembrando que explicar não é sinônimo de justificar.

Meu brilhante guia Leonardo Boff, tem na internet já há alguns anos o texto “O QUE É O FUNDAMENTALISMO”, um pouco orientado aos acontecimentos de 11/09/2001, contudo, pode-se aplicar a diversos outros comportamentos individuais e coletivos.


Aproveito esta postagem para parabenizar os profissionais jornalistas, pelo dia de sua categoria, e digo que sonho em ver o dia que a liberdade de imprensa seja verdadeira e corrente na sociedade, e não como hoje acontece: A liberdade dos donos da imprensa!

Viva a liberdade, ainda que à tardinha!

Pensem nisso!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

DIREITO AO SILÊNCIO

Hoje vou abordar um tema, que possivelmente já passou pela cabeça de qualquer pessoa que, assim como eu, não consegue entender o que faz um ser humano gastar cifras consideráveis em aparelhos de som de carro, com capacidade de estourar tímpanos próprios e alheios.

Frequentemente, vejo no trânsito central, ou mesmo em áreas residenciais, carros estilizados, com som altíssimo, do qual só conseguimos distinguir a batida repetitiva.

Passei a pesquisar sobre o assunto, e cheguei as seguintes conclusões:

·         Necessidade de chamar a atenção sobre si mesmo;
·         Completo desprezo pelo gosto musical e necessidade de silêncio alheia.

Entrando no campo da ciência, encontrei algumas definições da psicologia para estes seres:

Transtorno de personalidade histriônica – CID-10 F60.4 e  CID-9 301.5.

Segundo a Wikipédia:

(...)necessidade doentia e constante de atenção, engajando-se sempre em comportamentos excessivos para atrair atenção para si, com frequente dependência de aprovação e elogios de outros para se sentirem bem.

No que se refere ao desrespeito aos outros, nada melhor que a definição Wikipediana de egocentrismo e egoísmo:

Egocentrismo é a característica que define as personalidades que consideram que tudo gira ao seu redor. A criança com cerca de 3 anos passa pelo período chamado teimoso, pois ainda não compreende que faz parte de uma sociedade, imaginando que todo o mundo gira em torno de si mesmo.

Egoísmo (ego + ísmo) é o hábito ou a atitude de uma pessoa colocar seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar, em detrimento (ou não) do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona. Neste sentido, é o antônimo de altruísmo. (...)

Assim, caros seres que gostam de ouvir o som do carro a mais de 85db, cresçam e vão se tratar!

Autoridades, exerçam sua função legal de fiscalizar e coibir. Não esperem que os cidadãos começem a fazer justiça com as próprias mãos.

terça-feira, 5 de abril de 2011

ORÇAMENTO PÚBLICO

Nesta segunda feira, 94% do orçamento público foi discutido em  audiência pública ocorrida na Arena Jaraguá. Resultado:
.........................................................................................................................................................
......................................................................................................................................................... ......................................................................................................................................................... ......................................................................................................................................................... .........................................................................................................................................................
Silêncio!

Cadê a imprensa livre e democrática?
Cadê a CEJAS, OAB e DCE? 
Liguei o rádio  e....nada!

Pense nisso!